Saturday, October 14, 2006

“Touradas à Corda” e “Sortes de Varas”


Muito comuns nos Açores (embora aconteçam noutras zonas do país), as “touradas à corda” constituem um outro tipo de acto tauromáquico profundamente cruel. Estas consistem em prender uma série de cordas aos cornos dos touros e puxá-los pelas ruas das localidades onde esta barbaridade acontece, conduzindo-os à água, onde são forçados a cair e onde tentam nadar para evitarem morrer afogados. É comum os outros ficarem com fracturas nos cornos e nos membros. Em algumas “touradas à corda”, os touros são mortos à facada, como acontece nas touradas de morte ilegais em Monsaraz.

Também comuns nos Açores (embora aconteçam noutras zonas do país, como Alcochete), as “sortes de varas” são actos tauromáquicos extremamente violentos típicos das touradas em Espanha. Nas “sortes de varas” (que são ilegais e que os promotores tauromáquicos portugueses têm estado a tentar organizar sob outras designações, nomeadamente “tentas”, “provas” e “picarias”), os touros estão com os cornos inteiros e investem desesperadamente contra um cavalo – que tem uma imensa e muito pesada armadura a toda a sua volta e que tem os olhos tapados para não ter ainda mais medo do que já sente –, enquanto, do alto do cavalo, o “picador” espeta uma longa lança – a vara –, com um ferro muito comprido e afiado na extremidade, no dorso do touro. Quanto mais o touro faz força para se soltar e tentar defender, mais o ferro comprido o perfura, rasgando-o e provocando-lhe um ferimento de gravidade extrema. Os defensores das touradas defendem que as “sortes de varas” servem para avaliar a bravura dos touros, mas isso é uma falsidade – na verdade, as “sortes de varas” servem para enfraquecer e provocar um sofrimento imenso aos touros.

16 Comments:

Anonymous Berto Gonçalves said...

Boas, eu sou um residente da Ilha Terceira, Açores. A minha cidade chama-se Praia da Vitória, devido a sua história, foi aqui que foram criados Touros ou Toiros (está correctos das duas maneiras) e Touradas.
Essa foto que mostras ai no teu blog não se refere a uma "Tourada á Corda", nas Touradas á Corda o outro simplesmente tem uma corda espessa que serve para os Pastores puxarem quando o Touro tentar passar o limite da zona para qual foi designado a Tourada, não há sangue nem matança.
Eu sou contra as Touradas de Praça (quais eu não vou nem assisto) e sou contra a matança do Touro seja em Barrancos ou outro sitio qualquer, esse animal faz parte da história de onde nasci e é um sinal de força pura.
É preciso ser muito homem para por-se a frente de um animal como um Touro, podem parecer pequenos na TV, mas são enormes e um bom Touro pesa entre 500 a 600 kilos, força não lhe falta.
Resumindo, não confudem Touradas á Corda com Touradas de Praça ou Matanças.

5:28 AM  
Anonymous Berto Gonçalves said...

E já agora para esclarecer-te o Cavalo não tem os olhos tapados nas Touradas de Praça, ele simplesmente não consegue olhar para os lados e apenas em frente.
As armaduras que os cavalos usam não são muito pesadas para eles, porque se o fossem eles não conseguiriam mexer-se.
E nos Açores não pratica-se a mantança do Touro. Nem atiramos o Touro ao mar para ele afogar-se...
Eu depois de ler este blog, compreendo que não sabes do que falas, aconselho-te da próxima vez que escreveres sobre algo que ao menos tenhas a minima noção de realidade. Dá-me a sensação que viste o Telejornal na TVI e vieste fazer este post.

Bom, viva aos Touros e ás Touradas, aqui já iniciaram as Touradas a Corda ou Touradas de Rua.. 1 de Maio até 30 de Agosto.

Leitores, ignorem a ideia dessa possoa pois só vos induze em erro, e não corresponde a realidade.

5:34 AM  
Anonymous Anonymous said...

As touradas e a melhor coisa que ja esistiram.

3:20 PM  
Anonymous Anonymous said...

Eles tem razao tu nao sabes o que e uma tourada a corda na terceira.

3:23 PM  
Anonymous Anonymous said...

Boas, eu não sei que escreveu o artigo mas quem o escreveu, nem deve conhecer os Açores e se calhar nem sabe quantas ilhas tem o arquipelago. Meus caros, informem-se e depois comentem. Sou terceirense e não admito tais barbaridades ditas neste texto, existe uma palavra que é respeito e o senhor ou senhora que escreveu este, bem como os outros artigos não o deve ter. Escrevam mas arranjem fundamentos e conhecimentos coisa, que não os tem.
Só um pedido ao administrador deste blog, altere este texto pois está vergunhoso. Mantenha os seus ideais, mas seja realista. Sou da Ilha Terceira e conheço muito bem as touradas à corda, bem como as touradas de praça.
Obrigado e Saudações

4:55 PM  
Anonymous Anonymous said...

sou terceirense...nao gosto de touradas...mas de uma coisa estou certa...nao ha qualquer tipo de violencia para com animais ou pessoas...é uma brincadeira...so e apenas...
meus caros...preocupem-se também em escrever bem...estes textos por vós escritos estão cheios de erros...sejam bons portugueses!!!

Ana

11:19 AM  
Anonymous Helder Lourenço said...

Boas, também sou terceirense e como já muitos repararam este texto não corresponde à realidade, sou aficionado e respeito que as pessoas defendam os seus ideais, mas através de mentiras não. Aconselho-te a ver o que é um tourada à corda e depois escreve o comentário dela.
Escrever por escrever para falar mal, não fica bem.

2:57 PM  
Anonymous Anonymous said...

cromo!!!!!!!!!!!!!!! este blog é tão interessante que até na sofre alterações desde 2006...PEUM!!!!!!!
quando quiserem falar de alguma coisa como touradas a corda ao menos vejam uma para poderem argumentar...

5:25 PM  
Anonymous Anonymous said...

Olá! Também sou TERCEIRENSE graças a Deus!
Aqui está mais um caso de pura ignorância continental... Vêem uma reportagem onde mostram um touro e fantasiam em volta de uma imagem que nem reflete 1% da realidade...
Sinceramente começo a ficar farto de pessoas que não respeitam os gostos e vontades do outro... Meu amigo, não gostas de touradas???? Não vás a touradas!!!!! Não gostas de fumo de tabaco??? Nem eu, mas lá por isso não ando por ai vestido de cigarro a insultar as pessoas que fumam!!!!!! Vivemos num pais que ainda se diz livre. Em Liberdade temos de respeitar as opiniões dos outros, mesmo que não nos agradem.
Já agora uma Tourada à Corda é composta por capinhas (pessoas corajosas que enfrentam o touro)o touro em si (bravo e respeitado oponente) e finalmente os Pastores que estão lá não só para segurar o touro quando algo corre mal para o capinha (o que acontece muitad vezes) mas também para defender o touro!
Portanto, e já concluindo, a próxima vez que decidires escrever sobre alguma coisa que não conheces, primeiro informa-te!!!!
Berto! As touradas começam a 1 de Maio e duram até 15 de Outubro! :)

6:34 AM  
Anonymous agsv said...

eu sou de s jorge e acho que tu és um pobre, vens prai falar de coisas que na sabes... pra já o touro só tem uma corda amarrada e é no pescoço e não nos cornos, e raramente um touro parte os cornos ou algum membro e essa foto é de uma tourada de praça, e mesmo numa tourada de praça isso raramente acontece. nas touradas à corda os touros nunca sao mortos, nem depois. cada touro corre em muitas touradas na sua vida durante varios anos... voçes continentais às vezes saiem-se com cada uma...

3:55 PM  
Anonymous agsv said...

e quando na tiverem mais que dizer calem-se

4:00 PM  
Anonymous Anonymous said...

[B]NZBsRus.com[/B]
Forget Idle Downloads Using NZB Downloads You Can Swiftly Find High Quality Movies, PC Games, MP3 Albums, Applications and Download Them @ Maxed Out Speeds

[URL=http://www.nzbsrus.com][B]Newsgroup Search[/B][/URL]

10:27 PM  
Blogger paulo pinto said...

Gostava de relembrar pela milionésima vez aos respectivos ignorantes que o toiro de lide só existe porque existem touradas, ninguem cria touros só porque são bonitos.
Para produção de carne existem outros animais bem menos dispendiosos e quando acabarem as touradas os toiros ficarão perto da extinção.
É curioso que um dos slogans dos anti-touradas é:
"Ponham-se na pele do touro".
Eu respondo facilmente; é preferivél viver de 4 a 6 anos num ambiente ideal, sofrer 20 minutos e depois quando se é mesmo bom ainda haver uma hipótese de ficar para criação do que viver alguns meses levar um choque na orelha e ir para o talho.

1:58 PM  
Anonymous Anonymous said...

top [url=http://www.c-online-casino.co.uk/]uk casino[/url] brake the latest [url=http://www.realcazinoz.com/]casino bonus[/url] manumitted no store reward at the foremost [url=http://www.baywatchcasino.com/]online casinos
[/url].

12:05 AM  
Anonymous Tiago Daniel said...

O argumento do Sr. Paulo Pinto é interessante e talvez explique a polaridade deste assunto entre as pessoas.

Pessoalmente prefiro ver o touro no jardim zoológico do que a ser maltratado para meio de entretenimento.


2:47 PM  
Anonymous Anonymous said...

a alminha que escreveu isso nunca viu uma tourada à corda de certeza 'por cordas nos cornos e conduzi-los para a água' só pode ser demência... porque de fértil a sua imaginação tem pouco...

9:51 AM  

Post a Comment

<< Home